Tilápia natural ou com reversão sexual?

A tilápia é um dos peixes mais consumidos no mundo. No Brasil, é conhecida como “frango d’água” pois seu desempenho equivale ao da ave na balança comercial no país. Por conta da grande aceitação do peixe a tilapicultura é uma das atividades da psicultura que mais crescem no mundo.

Reversão sexual das tilápias – Por apresentar uma taxa de reprodução intensa, reproduz muito em pouco tempo. A fim de evitar a procriação descontrolada de peixes, os profissionais da área vêm recorrendo ao método da reversão sexual.

Mas o mercado viu na prática uma oportunidade de aumentar seu lucro. Como os peixes machos apresentam uma maior taxa de crescimento (em torno de 30% a mais que as fêmeas), a reversão sexual dos alevinos de tilápia para o sexo masculino permite que os peixes atinjam o peso ideal em menor espaço de tempo. Com as condições do ambiente e de manejo satisfatórias, a tilápia macho se encontra no ponto de comercialização em apenas seis meses.

O problema – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está analisando a possibilidade de regulamentar a utilização de hormônio para a reversão sexual dos peixes. Metiltestosterona e etiniltestosterona, no seu peixinho com legumes, que tal?

Consumir um agente anabolizante masculinizante certamente não está nos seus planos alimentares.

Um mercado que te protege – No Super Saudável, só entram produtos aprovados por uma equipe de nutricionistas atenta a todos os pré-requisitos para oferecer a você alimentos saudáveis. Os produtos que você encontra são em sua maioria orgânicos, sem gorduras hidrogenadas e, sempre que possível, livres de qualquer aditivo artificial.

Confira nossa lista de aditivos que evitamos ao máximo: https://ssaudavel.com.br/lista_de_aditivos_evitados_ao_maximo_2018.pdf

Procurando por um peixe de qualidade, com procedência confiável e respeito ao consumidor? O Super Saudável conta com uma dedicada equipe de especialistas capazes de proporcionar a sua melhor experiência com o produto procurado. Salmão de verdade, sem propaganda enganosa? Vem com a gente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *